09 outubro 2009

MSL

Esses dias tava conversando com uma amiga recém-solteira e chegamos a uma conclusão simples porém que faz todo o sentido. Descobrimos a melhor coisa de não ter namorado e morar sozinha: não ter que dar satisfação para ABSOLUTAMENTE ninguém. No caso dela, percebeu essa dádiva quando estava saindo de uma peça. Encontrou uma amiga que convidou-a para jantar com um grupo de amigos. Sua primeira reação foi negar o convite. Mas 30 segundos depois pensou: “Por que não vou? Não tenho nada pra fazer em casa.” Na verdade, primeiro ela disse que não no automático, acostumada a anos e anos de marcação dura. Resumo da ópera: ela foi no tal jantar, se divertiu muito e voltou pra casa às 4 da manhã. O melhor: não tinha ninguém no quarto com aquela cara de com quem você estava me traindo até essa hora?  Fiz toda essa introdução para ilustrar melhor o meu sábado. Como trabalhei até muito tarde na sexta , acordei meio-dia. A única coisa que tinha marcada era uma despedida com colegas de um trabalho que acabou. Cheguei lá por volta das 13:00. Lá pelas 14:00 recebo uma mensagem de um amigo: Sinuca hoje às 20:00?. Nem pensei duas vezes e respondi que sim. A despedida acabou, peguei meu Guia da Folha e fui ver um filme ali perto ( falo disso em outro post amanhã). Depois fui até a Fnac comprar umas coisas e quando vi já estava na hora da sinuca. Ficamos lá até às 2 da manhã. Fomos pra um bar do lado e ficamos mais uma hora. Terminamos a noite numa padaria comendo pizza. Às 4 e meia cheguei em casa e não havia ninguém no quarto fazendo a famosa cara de com quem você estava me traindo até essa hora? Saí de casa antes das 13:00 e voltei de madrugada. Não dei satisfação pra ninguém o dia todo. Isso sim é liberdade. MSL. Movimento pelo Sábado Livre.
(Texto de Bruna)

Nenhum comentário:

Postar um comentário