27 julho 2010

Saudade

Eu, como uma romântica incorrigível, que adora uma melancolia e que vê a tristeza das coisas, amo Clarice Lispector. Sem mais! O texto é auto-explicativo... Mas, ai que saudade ;)  

"Sinto saudades de tudo que marcou a minha vida.
Quando vejo retratos, quando sinto cheiros, quando escuto uma voz, quando me lembro do passado, eu sinto saudades...
Sinto saudades de amigos que nunca mais vi, de pessoas com quem não mais falei ou cruzei...
Sinto saudades da minha infância, do meu primeiro amor, do meu segundo, do terceiro, do penúltimo e daqueles que ainda vou ter, se Deus quiser...
Sinto saudades do presente, que não aproveitei de todo, lembrando do passado e apostando no futuro...
Sinto saudades do futuro, que se idealizado, provavelmente não será do jeito que eu penso que vai ser...
Sinto saudades de quem me deixou e de quem eu deixei!
De quem disse que viria e nem apareceu; de quem apareceu correndo, sem me conhecer direito, de quem nunca vou ter a oportunidade de conhecer.
Sinto saudades dos que se foram e de quem não me despedi direito!
Daqueles que não tiveram como me dizer adeus; de gente que passou na calçada contrária da minha vida e que só enxerguei de vislumbre!
Sinto saudades de coisas que tive e de outras que não tive mas quis muito ter!
Sinto saudades de coisas que nem sei se existiram.
Sinto saudades de coisas sérias, de coisas hilariantes, de casos, de experiências...
Sinto saudades do cachorrinho que eu tive um dia e que me amava fielmente, como só os cães são capazes de fazer!
Sinto saudades dos livros que li e que me fizeram viajar!
Sinto saudades dos discos que ouvi e que me fizeram sonhar,
Sinto saudades das coisas que vivi e das que deixei passar, sem curtir na totalidade.
Quantas vezes tenho vontade de encontrar não sei o que... não sei onde... para resgatar alguma coisa que nem sei o que é e nem onde perdi...
Vejo o mundo girando e penso que poderia estar sentindo saudades em japonês, em russo, em italiano, em inglês... mas que minha saudade, por eu ter nascido no Brasil, só fala português, embora, lá no fundo, possa ser poliglota.
Aliás, dizem que costuma-se usar sempre a língua pátria, espontaneamente quando estamos desesperados...
para contar dinheiro... fazer amor... declarar sentimentos fortes... seja lá em que lugar do mundo estejamos.
Eu acredito que um simples "I miss you" ou seja lá como possamos traduzir saudade em outra língua, nunca terá a mesma força e significado da nossa palavrinha.
Talvez não exprima corretamente a imensa falta que sentimos de coisas ou pessoas queridas.
E é por isso que eu tenho mais saudades...
Porque encontrei uma palavra para usar todas as vezes em que sinto este aperto no peito, meio nostálgico, meio gostoso, mas que funciona melhor do que um sinal vital quando se quer falar de vida e de sentimentos.
Ela é a prova inequívoca de que somos sensíveis!
De que amamos muito o que tivemos e lamentamos as coisas boas que perdemos ao longo da nossa existência..."
  Clarice Lispector

20 julho 2010

Aos meus amigos!!!

Ai que dia mais gostoso!!! O sol entrou tão radiante pela minha janela... Olhei para o lado... Me dei conta de como sou feliz... É... É hoje, o dia internacional da amizade... Hunf! Como eu sou feliz... =D

Meus amigos são de extrema importância pra mim, fico feliz ao lembrar que eles existem - pessoas que não vejo a muito tempo mas tenho falado, pessoas que não vejo a muito tempo nem tenho falado - mas sem sombra de dúvida estão sempre por aqui... Como o Rei eu também queria ter um milhão de amigos (nem que fosse pra pedir um centavo a cada um - Rs), mas os amigos que tenho e faço questão de cultivar valem por muitos e muitos milhões!!! 
"Nesta vida inteira vi muitas definições de "amigo", nenhuma tão verdadeira quanto esta, que tenho  agora comigo. Não foi uma definição escrita, lida, ou mesmo falada. Foi sua atitude bonita, sem ter pedido nada. Não poupou as palavras, ditas com sinceridade. Foi leal, foi fiel, sem nenhuma maldade. Abusou da franqueza dizendo o que achou que devia. Mostrou-me o caminho que eu não deveria tomar, pois, como um pássaro cego, eu tentava voar. Na profundidade desse seu gesto, pude compreender: Você sabia muito mais de mim, do que eu deveria saber. E nesse seu ombro amigo eu pude, inteira, me apoiar. Eu que só queria sua mão para segurar. "Para "amigo" não busco mais nenhuma definição." *Dad and Mom.
O Post vai se estender um pouco... =/ ... Algo para cada um...


"Há duas coisas que me deixam confuso - e uma me chateia - que é essa insaciável vontade de querer estar com você, e a outra me torna feliz, quando você corresponde querendo estar comigo." *Dan

"Há momentos na vida em que sentimos tanto a falta de alguém que o que mais queremos é tirar esta pessoa de nossos pensamentos e abraçá-la." *Thaisinha

Uh!Otário eu vou te avisar, o teu intelecto é de mosca de bar. Rsrs, foi indaga pra aprender a letra! *Lika

"Quem sabe eu ainda sou uma garotinha" *Dê

"Pro dia nascer feliz/O mundo inteiro acordar e a gente dormir" Ohh! Parece com tu. Rsrs *Cris

Priminha!!! kkkkkkkk *Bela

"E agora eu ando/Correndo tanto/Procurando aquele novo lugar" *Camilla

Dá boas risadas de minha cara! :/...mas e gente finíssima - se resumi à bunda. Rsrs. *Alê

"Enquanto eu suava/Cuidava de tudo/Dos filhos, da casa" Rsrs, ela vai lembrar... *Fabi

"Sinto saudades de amigos que nunca mais vi, de pessoas com quem não mais falei ou cruzei..." *Bruninha

"Aceita o conselho dos outros, mas nunca desistas da tua própria opinião." *Mia

Aos amigos que participam do meu dia a dia, até aqueles que só vejo no Natal =/, sintam-se cheirados no "olho". =D                                                 


Ps.: O que escolhi para cada um é o que me faz lembrar ou que achei parecido com seus respectivos donos.

 ...Continua

Obs.: Música: um pequeno imprevisto - Thedy Correia - Herbert Vianna
        Algumas frases foram retiradas de sites, alguns trechos são de autores desconhecidos.
        Se você achar que esse post deve ter alguma observação a mais por favor deixe seu comentário.

11 julho 2010

Meu herói...


Pra mim não existe música que demonstre melhor o que eu sinto pelo meu pai do que "Pai de Fábio Junior", sempre que ouço passa um filme na minha cabeça de todas as lembranças boas e também as não tão boas - mas que foi preciso - para que eu me tornasse quem realmente sou... Deitada no peito dele no sofá... Quando eu dormia no chão da sala e ele me levava pra cama... Quando minha mãe vinha me dar uma bronca eu me escondia atrás dele... Tantas confissões... 

"Eu cresci e não houve outro jeito
Quero só recostar no teu peito
Prá pedir prá você ir lá em casa
E brincar de vovô com meu filho
No tapete da sala de estar"

No último dia 22 foi o aniversário dele (almoçamos juntos), é gostoso ver seus olhinhos brilhando de tanta felicidade...

Nem você nem ninguém tá sozinho!!!