26 setembro 2010

Esperável

"É difícil me iludir, porque não costumo esperar muito de ninguém. Odeio dois beijinhos, aperto de mão, tumulto, calor, gente burra e quem não sabe mentir direito. Não puxo saco de ninguém, detesto que puxem meu saco também. Não sei rir se não estou achando graça, não atendo o telefone se não estou com vontade de conversar. Tenho um lado que leva as coisas muito a sério. Eu pareço ser uma pessoa que não leva nada a sério. E o que me salva na minha vida é que eu não consigo levar esse meu lado sério tão a sério." kkkkk
Calma gente!! vi esse trecho nas minhas andanças pela net e achei tão... desesperador!?! E nada a ver comigo, pois me iludo fácil, espero mais do que o "esperável" (essa palavra existe?)... Soooo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário