28 dezembro 2010

Planejamentos pessoais para 2011- Parte II

Talvez essa seja minha última postagem de 2010 ... E apesar de estar de férias da faculdade e ter mais tempo em casa estou vindo menos vezes por aqui pois percebi que estava gastando muito tempo no computador com futilidades e resolvi banir isso da minha vida, estou preocupada em abrir o Reader e ver mais de 1000 postagens novas, mas fazer o que né? Tenho outras metas a traçar nesse momento de minha vida e não posso estar ocupando tanto meu tempo assim, espero que vocês me entendam e prometo que ano que vem visito vocês, tá!?  
...
O que eu planejo para 2011 são algumas coisas que planejei para 2010 e que no fim das contas não deu certo porque na verdade não dependia apenas de mim, mas persistência é o melhor antídoto né! Assim como todo fiel concurseiro eu quero "trabalhar" no âmbito público (tanto faz ser municipal, estadual ou federal - rs), antes eu planejava passar em um concurso mas não adianta passar e não ser chamado né. Esse é meu principal foco! E nem viajando eu vou sossegar, os livros já estão na mala! rsrs
...
Na verdade estou apostando todas as fichas nesse novo ano que vem nos saudar, quero ESTUDAR muuuuuuito ( mais do que sempre), sei que preciso abrir mão de muitas coisas, mas, gente eu tô ficando velha!!! 
...
Outros planos ainda estão sendo embasados e sei que um dia se fundamentarão!
...
Que vocês tenhas um final, uma passagem e um início de ano maravilhosamente bem.

Xoxo!!!

25 dezembro 2010

Músicas, poema e palavras repetidas

Hoje assisti ao show da Maria Gadu ao vivo no Multishow e por adorar música adoro estar o tempo todo descobrindo novos sons, novas vozes, enfim novas performances e a Maria tem um repertório maravilhoso, jovem, atual e antigo ao mesmo tempo - se é que vocês me entendem - e muito eclético... acho que já deu pra perceber que adorei né!?

Algumas das minhas preteridas foram Altar particular, que ainda teve a participação de Caio Soh com a sua liiinda poesia Nosso altar particular, e não resisti, lá vai:

"Há quem decore a vida na ponta da língua, outros rabiscam o próximo passo na ponta do acaso. Aqui, nessa estação, onde um outono instrumental inspira a queda das palavras, minha força escorre poemas pelo cedro desse palco, assim como meus pés cravam a fidelidade aos sonhos desses guris atrevidos que aqui brotarão virtuosos, aguerridos com seus estilingues de cordas vocais de nylon e de aço, apedrejando a covardia dos homens secretos a si. Fábula em partituras da Gata de Botas! Maria e seus Joões cantam o caminho de volta para o íntimo, hasteiam leves uma bandeira toda bordada de mocidade, doces rendas melódicas, ponto a ponto terras descobertas, a cada acorde um ensaio para acordar um moço jeito de existirSem a intenção de trocar de mundo, apenas unir quem não coube em sua acidez. Inventemos aqui, nesse solo fértil, veraneio da arte, palco do palhaço “ Randevu”, um baile de amigos em pleno velório do falecido monstro que cobria o horizonte de quem ama o que se pode serAqui jazz uma solidão ignorante. Naufragam agora todas as farsas escritas pelo cão. Dionísio, arauto de tudo que se une fantasticamente, abre alas desse concerto para os desconcertados se banharem. A partir de hoje uma nau de solidão navegará aliviada dos apegos impossíveis, e uma nova geração desvendará a ilha daqueles que sonham antes de dormir. Notas serão como uma leve pluma, lançadas ao vento com destino certo: afago no espírito, cócegas na alma, mimo na paz, inibir agonias, afrouxar todo o receio de ser devaneador. Na Rua do Acalanto, primeiro peito franco à direita, casa de janelas sempre abertas e dispostas ao novo, jardim de lindas rosas de espinhos prósperos, varanda ao infinito, mansão cor de legítimo coração, em frente ao público dessa nossa solidão. Ali a pena dançará e nenhuma câimbra na felicidade, nem faíscas de isolamento nos fará desistir de estarmos “todos juntos”.

* Leia e releia se assim for necessário para que se faça entender, é esplêndido!

...Lanterna dos afogados (Amo d+ e vou fazer um post só falando dela), Paracuti, A culpa, Linda rosa, Quase sem querer (sem comentários) e Quando você passa... ah, gente fala sério que vocês não aguentam mais me ver falar de Sandy e Junior! Nem eu 'guento' (de falar aqui), mas fazer o que se volta e meia paro neles? Fazer o que se faz tanto sentido à minha vida suas canções? #Drama! rs

♪Esse turu,turu,turu aqui dentro, que faz turu, turu, quando você passa, meu olhar decora cada movimento até seu sorriso me deixa sem graça, se eu pudesse te prender dominar seus sentimentos, controlar seus passos, ler sua agenda e pensamento, mas meu frágil coração acelera o batimento e faz turu, turu, turu, turu, turu, turu tu. Se esse turu tatuado no meu peito gruda e o turu, turu, turu, não tem jeito deixa sua marca no meu dia-a-dia nesse misto de prazer e agonia, nem estou dormindo mais, já não saio com os amigos, sinto falta dessa paz, que encontrei no seu sorriso, qualquer coisa entre nós, vem crescendo pouco a pouco e já não nos deixa sós, isso vai nos deixar loucos...Se é amor, sei lá...Só sei que sem você, parei de respirar e é você chegar pra esse turu, turu, turu, turu, vir me atormentar. Eu desisto de entender, é um sinal que estamos vivos, pra esse amor que vai crescer não há lógica nos livros e quem poderá prever um romance imprevisível com um turu, turu, turu, turu, turu, turu, tu.♪
¹ Essa música me lembra de uma desilusão, do início de uma paixão que virou amizade e depois virou amor... E que é parte de mim até hoje. Que cute! ...E é assim que surgem os poetas anônimos. Voilá!
² Queria falar da música palavras repetidas mas vai ficar pra outro post, senão esse ficará enooorme (e não já tá??) e ninguém terá paciência, mas deu pra entender de quais palavras repetidas me refiro né! Rs
³ Preciso confessar que quando gosto de um novo artista musical não paro de ouvi-lo até decorar, redecorar e entender todas as suas músicas, e a Maria já está na minha playlist. Hihihi
Xoxo!!!

23 dezembro 2010

É preciso ter força...

Estava precisando fazer uma faxina em mim...
Jogar alguns pensamentos indesejados fora, lavar alguns tesouros que andavam meio que enferrujados... Tirei do fundo das gavetas lembranças que não uso e não quero mais. Joguei fora alguns sonhos, algumas ilusões... Papéis de presente que nunca usei, sorrisos que nunca darei... Joguei fora a raiva e o rancor das flores murchas que estavam dentro de um livro que não li... Olhei para meus sorrisos futuros e minhas alegrias pretendidas e as coloquei num cantinho, bem arrumadinhas. Fiquei sem paciência! Tirei tudo de dentro do armário e fui jogando no chão: Paixões escondidas, desejos reprimidos, palavras horríveis que nunca queria ter dito, mágoas de um amigo, lembranças de um dia triste... mas, lá também havia outras coisas... e belas! Um passarinho cantando na minha janela... Aquela lua cor prata, o pôr-do-sol... Fui me encantando e me distraindo, olhando para cada uma daquelas lembranças... Sentei no chão para poder fazer minhas escolhas. Joguei direto no saco de lixo os restos de um amor que me magoou.
Peguei as palavras de raiva e de dor que estavam na prateleira de cima, pois quase não as uso, e também joguei fora no mesmo instante! Outras coisas que ainda me magoam, coloquei num canto para depois ver o que farei naquele cantinho, naquela gaveta que a gente guarda tudo o que é mais importante: O amor, a alegria, os sorrisos, um dedinho de fé para os momentos que mais precisamos... Como foi bom relembrar tudo aquilo! Recolhi com carinho o amor encontrado, dobrei direitinho os desejos, coloquei perfume na esperança, passei um paninho na prateleira das minhas metas, deixei-as a mostra, para não perdê-las de vista. Coloquei nas prateleiras de baixo algumas lembranças de infância, na gaveta de cima as da minha juventude e, pendurado bem à minha frente, coloquei a minha capacidade de amar e de recomeçar!
Adoro ouvir o tio Milton cantar!

Planejamentos pessoais para 2011

Objetivo: Olhar mais o agora – sem devaneios sobre o passado ou futuro. Valorizar o que sou e o que tenho, sem me comparar com as outras pessoas ao redor. Deixar de viver em função aos sentimentos, mágoas e rejeições do passado – viver de forma mais estável, equilibrada – buscar a minha razão – meus valores e princípios, superando assim a autocompaixão.


“AGORA É A HORA – O Hoje é o meu presente”. Objetivar mais a vida diária. Mais, disciplina, organização e dedicação aos meus afazeres – profissionais e domésticos. Determinar objetivos concretos como metas. E valorizar no dia a dia as tarefas simples.

22 dezembro 2010

Peripécias natalinas - Projeto 05

Olha esse cantinho... É meu! rs
Fiz o "papatinho" do Papai Noel
 E a princípio coloquei ele sobre o quadro normal...
 Depois vi que ficava melhor assim, e é assim que está... esse cantinho ai fica no hall que dá acesso ao banheiro social e aos quartos.
*Calma que ainda tem algumas postagens antes de me despedir desse ano!

Xoxo!!!

Todos nós sentimos em dado momento com a cara prostada no chão - HUMILHADOS, envergonhados e derrotados.


Nunca importa como, os meios, ou os meus ou os seus problemas, o que importa mesmo é como vai terminar!

Ou você desiste ou encontra forças pra continuar!!

E de forma SEMPRE humilde, dê um jeito e levante-se, mesmo que tenha platéia esperando a sua queda, nada importa, basta você ter fé em si mesmo, o resto... é RESTO. No final das contas sempre foi você e Deus nesta jornada.

Pare apenas quando o seu sonho estiver em suas mãos.

Confraternização II

Como fim de ano é gostoso... poder reencontrar as pessoas que a gente adora!

Aqui eu falei que iríamos nos encontrar para uma breve confraternização, o encontro aconteceu e foi maravilhoso, tanta coisa boa pra compartilhar e quantas ruins pra desabafar! rsrs

Mas esse post já é falando de outra confraternização, a II, a da faculdade, foi ótemooo, aiai... para não expo-los só os sorrisos...

Xoxo!!!

20 dezembro 2010

Assim agora!

Sorri quando a dor te torturar 
E a saudade atormentar 
Os teus dias tristonhos vazios 
 Sorri quando tudo terminar 
Quando nada mais restar 
Do teu sonho encantador 
 Sorri quando o sol perder a luz 
E sentires uma cruz 
Nos teus ombros cansados doloridos 
 Sorri vai mentindo a sua dor 
E ao notar que tu sorris 
Todo mundo irá supor 
Que és feliz.

Smile

***
Djavan sempre foi um ótimo companheiro nos momentos difíceis. =P

Xoxo!!!

19 dezembro 2010

Rindo a toa 2

Quem viu a postagem que eu falo quando entrarei de férias viu minha felicidade... é essa aqui ô.
Pois é gente o que eu não disse é que 4 dias depois cancelaram minhas férias, me mandaram pra outra filial sem ao menos perguntar se eu queria ou estaria disponível no horário ao qual eles queriam, enfim, agora tenho que trabalhar com um sorriso no rosto de Domingo à Domingo. Dá pra vocês? Ahhhh! Mas a viagem eu vou fazer eles dando minhas férias ou não!
Xoxo!!!

18 dezembro 2010

Papai (Tideza) Noel

Li um post hoje no blog da Pry e lembrei de comentar aqui o quanto eu gosto de ouvir as histórias das outras pessoas, e isso me deixa na corda bamba entre uma próxima faculdade de psicologia e ciências sociais, porque além de gostar de ouvir eu imagino mil e uma coisas que eu poderia fazer para ajudar aquela pessoa... Voltando pro post da Pry, ela disse que houve gravação em uma cidade pertinho da dela (Marliéria-MG) do Lata Velha do Caldeirão do Huck (apesar de não assistir, acho o máximo esse tipo de quadro) e eis a história do dono do carro, Sr. Tideza...


Ele se veste de Papai Noel há 22 anos, todos os anos no dia 25 de dezembro sai com sua Brasília 1976 desfilando e distribuindo presentes... Personagem conhecido em todo o município, Seu Tideza é pai de 10 filhos, tem 15 netos, ganha R$ 510 por mês e ele mesmo arrecada ao longo do ano os presentes distribuídos no Natal. A Brasília, apelidada de Marinete em homenagem a um antigo amor, foi motivo de uma briga de três dias entre o velhinho e a atual mulher.

Adoro esse tipo de história, nos mostra que não precisamos de muito pra fazer a diferença!
E vocês já fizeram a diferença hoje?
* Seu Tideza tem uma baita cara de Papai Noel...
Xoxo!!!

17 dezembro 2010

A história de uma garrafa que hoje é jarro

Hello people!!

Como o prometido vamos para uma breve história...

Meu querido sogro ganhou um vinho português de um amigo,
Estávamos prontos para viajar,
Mas a viajem foi adiada para o dia seguinte beeem cedinho,
Então tinha que dormir na casa de sogro e sogra,
Marido foi pra faculdade (eu filei),
Sogra e sogro foram dormir,
A pessoa ficou na companhia da prima do marido,
Não tinha nada o que fazer...
Fomos fazer "pau nas coxas"... calma mentes perigosas!
"Pau nas coxas" é uma bebida que leva vinho, leite condensado e gelo (bate tudo no liquidificador),
Perguntei a sogra se podia pegar "um" vinho pra fazer o tal pau nas coxas,
Ela permitiu,
As "Bonitas" escolhendo os vinhos na adega viram um gordinho bem incorpado e decidiram, é esse!
Um liquidificador cheinho de "pau nas coxas"... estava uma delícia,
E nem ficamos indagando (marido que o diga),
Arrumamos toda a cena do crime,
Marido chegou,
E fomos dormir para acordar cedinho...
Cedinho 4:30 da manhã,
Antes do bom dia a sogra pergunta,
- Vocês usaram que vinho?
- Um gordinho!
- Hã!! O vinho português!?
Eu e a prima entreolhamo-nos e vimos a cagada que fizemos,
Tudo bem a gente paga (e pelo menos bebe o que ficou)
Sogro nem ligou,
Ele não bebe mesmo,
Foi a resenha da viagem toda,
Mas tudo bem, ainda tinha a outra metade né!
Nénão!
Quando voltamos de viajem o vinho sumiu!
-Sumiu como? (perguntei a sogra)
-Sumiu!
-Oxe...
Dias após eis que a mãe da prima desvendou o mistério,
Achou a garrafa de vinho atrás do guarda roupa do cunhado,
VAZIA,
-Como vazia? (perguntei a sogra)
-Vazia, sem nada ué!
E ai! Sogro não bebe, tudo bem, mas nem sentir o cheiro do vinho é pho..
Cunhado negou que havia bebido até dizermos a ele que achamos atrás de seu guarda roupa,
Então, pegou o que não é seu tem que devolver né!
Certo!
-Olha na internet o preço. (disse a marido)
-Olha a safra dele aí!
-Ele é de 1960!
-O quê?
Mais de mil reais o vinho...
Pelo menos vou usar a garrafa muito tempo (até ela degenerar - eu acho)
E sempre que olho pra ela...
Não sei o que sinto,
Mas o vinho era booom!

15 dezembro 2010

Jarros de garrafas - Projeto 03

Jarros a partir de duas garrafas de vinho... Esse projeto na verdade foi o nº01 mas não postei antes então ficou nº03 mesmo.
Vi em vários outros blogs a idéia e estava com reforma aqui em casa ai fui pintar, só que a pessoa aqui no ápice da sua inteligência foi pintar com "pincel" kkk, foi uma melequeira e ainda por cima ficou cheio de imperfeições... resumindo: perca total! kkk. Pedi que o pintor usasse o compressor e deu nesse resultado ai, eu gostei... 
As flores por enquanto são artificiais
Essa garrafa branca tem uma história que depois eu conto e ela foi pintada com tinta óleo (hehehe, foi tudo com o restinho da reforma e ficou ótimo), a verde é tinta latéx. 
*Ahh, esse quadro que aparece ai na foto eu peguei na net, o nome do artista é Cândido Oliveira, o nome da arte é Paris.
Xoxo!!!

13 dezembro 2010

Almofada - Projeto 02

Morning...

Fim de semana de arteirices... rs... Um cupcake que ficou feeeio mas ficou gostoso... chaveiro, prendedor de cabelo e uma almofada... eis:

Me inspirei no blog da Luciana Casado o Aluada e falta a "Nêgo"
 Reparem no detalhe dos botões para fechar!! Essa pessoa está se achando
Os cupcakes não postei porque ficaram feios não tirei foto, e o chaveiro e o prendedor de cabelo posto mais tarde tá.

Xoxo!!!

Sou privilegiada aos olhos do pai, porque tenho qualidades que poucos possuem: PERSISTÊNCIA, CORAGEM E FORÇA DE VONTADE.

Tudo depende de mim!

12 dezembro 2010

A verdadeira medida de uma pessoa não é como ela se comporta em momentos de conforto e conveniência, mas como ela se mantém em tempos de controvérsia.


Tenha fé acima de tudo nos seus sonhos...


Bom dia ,  este post é apenas minha dose diária de ânimo, vou torná-lo um ritual, até o fim de Janeiro, assim eu não esqueço de minhas metas e não deixo o desânimo me pegar!

Xoxo!!!

09 dezembro 2010

Rindo a toa

I'm Happyyyy!!!!


Resumo: Tô feliz porque vou relaxar bastante viajando em Janeiro, porque vou poder me dedicar mais fundo aos estudos e porque entro de férias dia 24, tô feliz mesmo estando com a bunda roxa (o rêgo -rs- também) por ontem ter caido da escada no trabalho isso porque comecei a malhar e as pernas estão fracas!!! Rs

Quer felicidade melhor??
Hoje eu tô assim ô...
Xoxo!!!

07 dezembro 2010

Confraternização I

O fim de semana foi uma delícia e no domingo estava pensando muito em velhos amigos (de colégio) que  não vejo a muito tempo, e lembrei de uma música de Sandy e Júnior pra variar que ficou como nossa trilha sonora de despedida (a nossa, não a de Sandy e Júnior - kkkk)... 

♪Como é difícil ter que ir e te deixar, te abraçar e resistir, dar adeus, me despedir é impossível, te deixar e não sofrer, sorrir pra não chorar, pois em todo o meu caminho, o teu amor vai me guiar e é com você que eu vou sempre estar dentro do meu coração, nada vai nos separar, baby, não há distância pro amor e se a saudade apertar procure no céu a estrela que mais brilhar ela será o meu olhar...♪

E ai ontem entrando na faculdade dou de cara com duas dessas amigas minha (incrível porque desde então parecia que elas haviam evaporado - Rs), começaram a faculdade no meio do ano e vou encontrar muito elas por lá (mesmo elas cursando à tarde e eu à noite), que delícia, tratamos logo de marcar uma reunião para colocar o papo em dias. Fim de ano parece que conspira para muitas confraternizações né!?


Xoxo!!!

04 dezembro 2010

Meu Natal

Hi!
Aperte o Play
O Natal tá chegando e estava pensando com meus botões o quanto eu odiava essa época (fim de ano), não sei se é porque os meus natais e reveillons sempre eram um tédio. Na verdade o Natal é uma tradição, de  ter toda a família e amigos em uma noite super especial para confraternizarem e minha família não tinha essa tradição, pra gente simplesmente era um dia em que tinha que ficar até a meia noite esperando pra jantar e depois dormir ou então assistir à missa do galo, a comunicação por lá sempre foi muito deficiente. Sei que cada pessoa é criada de acordo com o seu tempo (e meus pais viveram em um tempo em que pais e filhos não precisavam socializar - essa é minha teoria) e por eu ser filha caçula talvez tenha sido a mais sonhadora também. Amo demais meus pais! '_' ... Dizem que depois que você casa sua família é seu esposo e filhos ou então a família dele, eu depois de casar e muitas outras coisas me distanciei bastante de minha família e só eu sei o quanto família é importante, o quanto você precisa deles e como é ruim as vezes você se sentir completamente sozinha... Esse ano o Natal será aqui em minha casa, depois que casei meus natais sempre foram em casa (fazia um jantar ou saia pra jantar fora) com o marido mas como a fase "recém casados" e "queremos ficar sozinhos" já passou, Rs, esse será o primeiro ano com a comemoração aqui em casa e sim minha família terá a tradição que realmente deve haver nessa época (já me imagino contando historinhas e explicando coisas para o filho - fica pra outro post) Rs. Já fiz contato com os convidados... família do marido, amigos mais que especiais... e liguei pra minha mãe, eis a conversa. 
- Mãe esse ano eu vou fazer a ceia de Natal lá em casa e a senhora e o pai vem né?
- Mulher eu tô tão cheia (ela é costureira) e você sabe que eu tenho que fazer aqui né, sempre chega um ou outro e eu tenho que estar aqui!
- Ah, tá bom mãe, então a gente combina no ano que vem!

E ai eu senti que brochei, estava com tantas idéias de receitinhas, decoração, e simplesmente brochei...

* Todos esses anos claro que passava na casa de meus pais, sogros e amigos especiais...
* Não deixei pra convidar meus pais depois porque eles são menos importantes, apenas convidei antes quem  eu tive contato mais rápido.

01 dezembro 2010

Lembrei...

Estava lendo algumas postagens em blogs amigos e a hipocrisia não me pertence vendo a situação da população do RIO... e lembrei dessa música que a queridíssima Elis interpretava maravilhosamente bem... e que letra tem essa música! A cara de lá pela alegria do ritmo que compõe a música e pela melancolia que traz na letra e que vivenciamos ultimamente.

*O bêbado e o equilibrista  - João Bosco e Aldir Blanc
Peace!!!