17 dezembro 2010

A história de uma garrafa que hoje é jarro

Hello people!!

Como o prometido vamos para uma breve história...

Meu querido sogro ganhou um vinho português de um amigo,
Estávamos prontos para viajar,
Mas a viajem foi adiada para o dia seguinte beeem cedinho,
Então tinha que dormir na casa de sogro e sogra,
Marido foi pra faculdade (eu filei),
Sogra e sogro foram dormir,
A pessoa ficou na companhia da prima do marido,
Não tinha nada o que fazer...
Fomos fazer "pau nas coxas"... calma mentes perigosas!
"Pau nas coxas" é uma bebida que leva vinho, leite condensado e gelo (bate tudo no liquidificador),
Perguntei a sogra se podia pegar "um" vinho pra fazer o tal pau nas coxas,
Ela permitiu,
As "Bonitas" escolhendo os vinhos na adega viram um gordinho bem incorpado e decidiram, é esse!
Um liquidificador cheinho de "pau nas coxas"... estava uma delícia,
E nem ficamos indagando (marido que o diga),
Arrumamos toda a cena do crime,
Marido chegou,
E fomos dormir para acordar cedinho...
Cedinho 4:30 da manhã,
Antes do bom dia a sogra pergunta,
- Vocês usaram que vinho?
- Um gordinho!
- Hã!! O vinho português!?
Eu e a prima entreolhamo-nos e vimos a cagada que fizemos,
Tudo bem a gente paga (e pelo menos bebe o que ficou)
Sogro nem ligou,
Ele não bebe mesmo,
Foi a resenha da viagem toda,
Mas tudo bem, ainda tinha a outra metade né!
Nénão!
Quando voltamos de viajem o vinho sumiu!
-Sumiu como? (perguntei a sogra)
-Sumiu!
-Oxe...
Dias após eis que a mãe da prima desvendou o mistério,
Achou a garrafa de vinho atrás do guarda roupa do cunhado,
VAZIA,
-Como vazia? (perguntei a sogra)
-Vazia, sem nada ué!
E ai! Sogro não bebe, tudo bem, mas nem sentir o cheiro do vinho é pho..
Cunhado negou que havia bebido até dizermos a ele que achamos atrás de seu guarda roupa,
Então, pegou o que não é seu tem que devolver né!
Certo!
-Olha na internet o preço. (disse a marido)
-Olha a safra dele aí!
-Ele é de 1960!
-O quê?
Mais de mil reais o vinho...
Pelo menos vou usar a garrafa muito tempo (até ela degenerar - eu acho)
E sempre que olho pra ela...
Não sei o que sinto,
Mas o vinho era booom!

Um comentário:

  1. Flor super interessante, cofesso que ri algumas vezes rsrsrs

    Beijos

    ResponderExcluir